A Proposta

A proposta do Baobah é reunir pessoas em pequenos grupos para criar artisticamente, de uma maneira livre, em que cada uma possa contribuir a seu modo para um trabalho conjunto e transdisciplinar. Através do processo de criação, sem o compromisso com um produto final determinado, e nem mesmo a imposição do uso de técnicas determinadas, estabelece-se um ambiente de prazer, autoconhecimento e  autocriação.
A cada semestre, são oferecidos  estúdios, onde se trabalha com temas abrangentes para criação de uma obra de arte e onde se combinam áreas artísticas distintas, como, por exemplo, fotografia com artes cênicas, ou arte comestível com cinema, ou dança com artes plásticas, entre uma infinidade de possibilidades inusitadas.
Apesar de se contar com um espaço físico bastante sofisticado em termos de recursos naturais, acústicos, e salas especiais, a idéia é trabalhar com o simples, com o que há de disponível ao nosso redor, e quebrar padrões, acordar os sentidos e encontrar novos olhares, mais do que respeitando, mas aproveitando as diferenças individuais para essa construção conjunta.
Aspectos fundamentais de inteligência emocional e social  são trabalhados nesse contexto sem rótulos, como o desenvolvimento da empatia, da solidariedade, da autoestima, da flexibilidade pessoal, da memória e da intuição, da capacidade de administração de conflitos, entre outros.  É o enxergar além dos olhos, na observação de si e do seu entorno.
Assim, cada grupo com no máximo dez participantes é coordenado por dois artistas simultanea e integradamente; artistas das áreas de dança, artes cênicas, cinema, música, fotografia, artes plásticas, design, e arte comestível.
Os encontros são semanais para cada estúdio escolhido, com duração de quatro horas pela manhã ou à tarde, e com intervalo para lanche. Os estúdios são oferecidos para pessoas acima dos três anos de idade, sem nenhuma distinção a priori.

FacebookYouTubeVimeo